Fome por um Diagrama de Origami

Eu comecei a fazer origamis mais seriamente lá pelos idos do ano 2000. Nessa época, lembro-me que havia procurado origamis de cavalos e nenhum deles era suficientemente bonito. Procurei muito, até que encontrei uma foto do cavalo do Issei Yoshino. A partir deste instante, foi uma busca frenética até que eu estivesse com esse diagrama em mãos e pudesse dobrá-lo. Só que essa busca durou mais de 4 meses, pois havia encomendado o livro “Issei Super Complex Origami” pela livraria Fonomag e como ele viria do Japão, a espera foi longa.

Hoje, nesses quase 10 anos dobrando, percebo que alguma coisa mudou.

Quando vejo um origami formidável, a minha primeira reação é de admiração para com a pessoa que o dobra. E percebo que não tenho mais essa “fome” por um diagrama de origami que não possuo. Talvez porque eu entenda que a beleza de uma figura esteja nas mãos de quem o dobra e não num diagrama. E essa beleza é raramente imitável e é aí que mora a Arte.

Pegasus de Satoshi Kamiya
Foto: Satoshi Kamiya

Technorati : ,
Del.icio.us : ,

Comente Aqui

  • Facebook
  • Google Plus
  • WordPress
8 Comentários
  1. 2 março 2009 | Responder
    • 2 março 2009 | Responder
  2. 2 março 2009 | Responder
    • 2 março 2009 | Responder
  3. MAN
    2 março 2009 | Responder
  4. 2 março 2009 | Responder
  5. koiti
    2 março 2009 | Responder
  6. carlos alberto
    2 março 2009 | Responder

Escreva um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia o post anterior:
Glifos Série Fringe
Origami no Seriado Fringe

Você já assistiu o seriado Fringe? Para quem gosta de ficção científica, é um prato cheio. Eu diria até que...

Fechar