Origami e Clarice Lispector

Na era da internet, podemos perceber que as cartas já não trafegam mais pelos Correios. Parece que agora eles são mais utilizados para as encomendas que compramos na rede e também para receber as nossas contas mensais.

Tendo isto em mente, existe um site chamado Cartas sin Sellos ou Cartas sem Selos que traz aquela nostalgia de vermos as mensagens escritas num papel, mas agora sem ele. Lá você poderá ler as mais de 7.000 cartas separadas em 6 tipos: Cartas impossíveis, cartas adolescentes, cartas convidadas, cartas selecionadas, cartas recuperadas e cartas literárias.

Mas porque estou falando disto? É porque a sua autora, Beatriz Alonso Aranzábal produz curtas e a sua última se intitula Papiroflexia (2009).


Veja o curta-metragem Papiroflexia (2009)

Assistindo-o fiquei curioso com duas coisas: quais eram os origamis dobrados e quais eram os textos narrados pela personagem. Os textos foram simples, pois dá para ver na capa que o livro é da Clarice Lispector. O primeiro texto é o início do conto “Perdoando Deus“:

Eu ia andando pela avenida Copacabana e olhava distraída edifícios, nesga de mar, pessoas, sem pensar em nada. Ainda não percebera que na verdade não estava distraída, estava era de uma atenção sem esforço, estava sendo uma coisa muito rara: livre.

O segundo texto é o início do conto “Ruído de Passos” do livro “Via Crucis do Corpo“:

Tinha oitenta e um anos de idade. Chamava-se dona Cândida Raposo. Essa senhora tinha a vertigem de viver. A vertigem se acentuava quando ia passar dias numa fazenda: a altitude, o verde das árvores, a chuva, tudo isso a piorava. Quando ouvia Liszt se arrepiava toda. Fora linda na juventude. E tinha vertigem quando cheirava profundamente uma rosa.

Em relação aos origamis, eu não reconheci qual era a borboleta. Mas a rosa é a de Kawasaki cujo diagrama pode-se obter lá no site do Joseph Wu. Sensacional.

Technorati : , , ,
Del.icio.us : , , ,

Comente Aqui

  • Facebook
  • Google Plus
  • WordPress
15 Comentários
  1. Cristiane Inokuma
    7 julho 2009 | Responder
  2. 7 julho 2009 | Responder
    • Beatriz
      7 julho 2009 | Responder
  3. Vera Silva
    7 julho 2009 | Responder
    • 7 julho 2009 | Responder
      • 7 julho 2009 | Responder
        • 7 julho 2009 | Responder
    • 7 julho 2009 | Responder
  4. 7 julho 2009 | Responder
  5. 7 julho 2009 | Responder
    • 7 julho 2009 | Responder
  6. wendel
    7 julho 2009 | Responder
  7. 7 julho 2009 | Responder
  8. emanoella alves
    7 julho 2009 | Responder

Escreva um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia o post anterior:
Glifos Série Fringe
Origami no Seriado Fringe

Você já assistiu o seriado Fringe? Para quem gosta de ficção científica, é um prato cheio. Eu diria até que...

Fechar