Origamis e os Origamistas no Aniversário do BOS

Esse ano o British Origami Society – BOS – fez seus 40 anos de existência. E não parece estar em crise de meia-idade.

Para comemorar o aniversário, aconteceu nos dias 6 a 9 de setembro a sua convenção anual onde foram convidados vários origamistas do mundo todo. Para a minha felicidade, pude ligar o rosto ao nome dos autores dos livros que tanto indico e dobro. Neste vídeo, você poderá ver o Robert Lang, o Eric Joisel, o Satoshi Kamiya, a Tomoko Fuse, David Brill, entre outros. Todos eles estão acompanhados pelos seus origamis preferidos que, ao que me pareceu, ficaram em exposição aos visitantes naqueles dias.

Divirta-se.

Quem são estes origamistas?

Robert J. Lang é um engenheiro e físico estadunidense com formação nas universidades CalTech e Stanford e que largou sua carreira para se dedicar ao origami. Como um bom profissional de engenharia, ele usa toda a tecnologia que dispõe para criar seus origamis. Criou o programa chamado treemaker que serve para criar protótipos de modelos.

Eric Joisel era um escultor quando decidiu mudar radicalmente para se dedicar à arte do origami. Se hoje eu consigo pensar o origami como uma arte, é principalmente pelo legado que ele nos deixou. Sua técnica é quase impossível de ser copiada, pois era através do improviso que ele conseguia criar seus modelos, sendo que ele mesmo não era capaz de reproduzir um modelo já criado.

Origami Pangolin de Eric Joisel

Satoshi Kamiya é um origamista japonês dos mais geniais que existem. Sua especialidade é criar modelos hiper-complexos como o Ryu-Jin que é um dragão oriental que representa uma divindade dos mares na mitologia japonesa. Ele começou a dobrar aos dois anos de idade! Sua inspiração são personagens mitológicos e de mangá.

Tomoko Fuse é também uma origamista do Japão e bastante conhecida pelo ocidente por suas criações de origamis modulares. Ela publicou seu 1º livro em 1981 e até hoje continua a publicá-los, sendo que já possui mais de 60 livros de origami editados.

David Brill é um origamista inglês e foi através de seu livro Brilliant Origami que eu primeiramente tomei contato com a técnica de wet-folding, ou seja, dobrar origami com papel umedecido. É com esta técnica que é possível tornar os origamis mais artísticos com curvas e arredondamentos em sua finalização. E foi através desta técnica que o mestre Akira Yoshizawa popularizou o origami em todo o mundo.

Comente Aqui

  • Facebook
  • Google Plus
  • WordPress
2 Comentários
  1. 17 outubro 2007 | Responder
  2. 17 outubro 2007 | Responder

Escreva um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia o post anterior:
Glifos Série Fringe
Origami no Seriado Fringe

Você já assistiu o seriado Fringe? Para quem gosta de ficção científica, é um prato cheio. Eu diria até que...

Fechar